O acesso à Internet na Espanha

Em alguns países da Europa o acesso à Internet é considerado um "direito fundamental", acredita?

É sério. Por isso, todos os temas relacionados às Leis SOPA, PIPA e agora ACTA são importantes e tratadas diariamente pelos meios de comunicação. Logicamente eu acompanho com curiosidade, atenção e cuidado todas as notícias e com surpresa a pouca repercussão que elas têm no Brasil.

A votação da Lei Sopa foi notícia nas terras tupiniquins apenas uma ou duas semanas antes do blackout promovido pela Wikipedia e adotado por mais de 7 mil sites ao redor do mundo.

Da mesma maneira, o fechamento do site de hospedagem Megaupload foi uma notícia super relevante aqui no velho mundo. E continua sendo. Faz um mês que o site foi fechado (nesse momento eu faço o meu jabá) e um portal de informação financeira e econômica aqui em Madrid, me pediu para escrever um artigo sobre o quê aconteceu, o quê está acontecendo e o quê vai acontecer no mercado de conteúdo audiovisual e cultural pela Internet. Se você se interessa pelo tema, o link está aqui: Un mes sin Megaupload.



Se você ficou se perguntando: "Como assim, Internet direito fundamental"?


Pois olha: 
Na França isso aconteceu em 2009, quando o Conselho Constitucional da França decidiu que o acesso à internet era um direito humano fundamental. Segundo o Conselho, a publicação de opiniões na internet representa uma forma de liberdade de expressão.
Em junho de 2011 a ONU entendeu a mesma coisa. Mas o quê isso significa exatamente? Segundo o texto da ONU "os governos devem se esforçar para que a Internet seja amplamente disponível, acessível e "pagável" por todos. O acesso universal à Internet deve ser uma prioridade para os estados".

Os países mais desenvolvidos vão ainda mais longe: em 2009 a Finlândia decidiu que o acesso à internet banda larga (!) era um direito fundamental para os seus cidadãos.
Aqui em Madrid por exemplo, a maioria das praças públicas têm wi-fi grátis. Praticamente todos os restaurantes, cafeterias, bares e centros comerciais também. E no ano passado os ônibus públicos começaram a oferecer conexão gratuita pra todo mundo.


Duvida?
Então olha:

EMT é a Empresa Municipal de Transportes de Madrid


Eu já falei sobre o acesso à cultura nesse post lá no Tãmbler. Pode ser que você goste.

3 comentarios:

  1. cmfotografia disse...:

    Oi Isabela, achei muito bom seu blog e queria pedir uma informação. Estou indo para Madrid no fim de março para passar apenas 3 dias e depois vou à Barcelona. Queria saber sobre a facilidade de acesso a internet, velocidade, e custo. O que seria melhor, utilizar internet no hotel ou buscar uma lan-house? Sobre a segurança nas ruas, se puder dar alguma dica, eu agradeço

    abs

  1. Oi Cm!! Que bom que vc gostou do Blog, fico feliz :)

    Sinceramente, vc não vai ter nenhum problema para acessar a internet aqui. Dentro dos ônibus o acesso é grátis; em todos os ônibus. Na maioria das praças públicas tb... idem para cafeterias tipo starbucks e outras locais.. Incluso McDonald´s tem acesso aberto e gratuito. Vc pode conectar até estando fora da loja.
    Para uso domésticos o acesso é bem bom. Se for para subir e baixar arquivos, pode ser que não aguente mto.. mas para skype, email e navegação é perfeita.

    E quanto à segurança, fica tranquilo. O pessoal usa o notebook nas praças públicas, inclusive de noite, para trabalhar, sem nenhum problema.

    Qualquer coisa, pode perguntar :)

    abs!

  1. Anônimo disse...:

    excellent post, very informative. I ponder why the opposite specialists of
    this sector don't understand this. You must continue your writing. I am sure, you have a huge readers' base already!



    my web site; como fazer o penis aumentar

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget